Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Danny Ainge avalia o trabalho de Stevens

Na última quinta-feira, o GM celta, Danny Ainge, concedeu sua entrevista semanal, e, ao ser perguntado, declarou que não votaria em Brad Stevens para o prêmio de treinador da temporada.

Ok, até aí nada de absurdo, mas o que veio a seguir, na entrevista, demonstrou os reais sentimentos de Ainge para com o atual treinador celta. E, conforme o sorrisinho maroto de Brad Stevens indica na foto, foram coisas boas.

Prestes a realizar seu 72º jogo na temporada, contra o Knicks, nessa sexta-feira, a equipe de Boston permanece viva na briga por uma vaga nos Playoffs, ocupando, no momento, a oitava (e última) vaga para a pós-temporada, com uma campanha de 31 vitórias e 40 derrotas.

Os jogadores, segundo Ainge, estão realizando tudo que Stevens vem pedindo e, como podemos comprovar, o Celtics vem jogando um basquete, a nível coletivo, raro de se ver na NBA. O elenco celta está comprometido e se esforçando, ao máximo, para conseguir alcançar os Playoffs. E isso tudo, claramente, tem o dedo do treinador.

A par disso, Ainge não poderia estar mais feliz com o trabalho desempenhado por Stevens, até a presente data, sobretudo quando nos damos conta das inúmeras negociações e idas-e-vindas de jogadores, às quais o Celtics foi submetido na atual temporada.

Diante desse cenário, Ainge foi indagado se Stevens merecia ser lembrado na eleição para o prêmio de melhor treinador da temporada.

“Bem, para ser sincero, eu não daria meu voto para Stevens. Isso porque, eu penso que há algumas equipes que estão realizando temporadas incríveis e conquistando várias vitórias”, admitiu Ainge. “Não obstante, eu creio que o prêmio de treinador do ano deve ser entregue ao profissional que lidera sua equipe a uma temporada mais vencedora do que a que estamos tendo. Sob essa visão, há alguns candidatos a frente de Stevens”.

“A par disso, eu preciso, no entanto, dar nota 10 para Stevens, pelo trabalho que está realizando até aqui. Ele está sendo magnífico, ao conseguir extrair tanto de nosso time, apesar dos percalços que enfrentamos ao longo da temporada, como negociações e lesões. Stevens é fantástico e eu não o trocaria por nenhum outro treinador da NBA. Eu amo o trabalho que ele está realizando em Boston”, afirmou Ainge.

Portanto, se você ainda tem dúvidas de que estamos vivendo (e devemos viver por um bom tempo) a Era Stevens, em Boston, abrace a causa. Afinal, nosso treinador conta com o apoio da torcida, o reconhecimento de inúmeros treinadores (como Gregg Popovich) e, principalmente, com a admiração do poderoso chefão Danny Ainge.

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

2 comentários

  1. drakes

    Eu daria melhor treinador da temporada para o Kidd, ele pegou o Bucks com 15 vitórias e já tem 36, poderia até estar melhor se não fosse a troca do BK.

    Segundo melhor foi o Mike Budenholzer, que ano passado bancou a ida para os playoffs contra a vontade do GM e hoje colhe os frutos de ter um time bem entrosado em seu sistema de jogo, claro que ajudou o retorno de contusão do Al Horford na melhora.

    Não fizeram um grande trabalho esse ano para mim: Scott Brooks, Steve Clifford, Dwane Casey, Lionel Hollins, Randy Wittman, Byron Scott, Flip Saunders, Monty Williams, Derek Fisher. Jacques Vaughn e Shaw demitidos estão nessa lista. De polêmico também vejo o Rick Carlisle, não acertou o Parsons no time, e Rondo não rendeu com ele também, até acho que foi pior que no Celtics.

  2. Leandro

    Concordo com o Ainge. O Stevens vem fazendo um belíssimo trabalho, mesmo com esse vai e vem se fim de jogadores que tivemos durante a temporada regular, muitas das vezes ele meio que tirou leite de pedra. Se o time não é brilhante tecnicamente e sem um craque, compensa pela forca do conjunto e por isso se tornou um time competitivo. Pode não ir longe nos playoffs ou nem chegar(Deus não me ouca). Mais só de imaginar que no começo da temporada a gnt não tinha aspirações nenhuma e hoje estamos lutando para chegar nos playoffs, só por isso o trabalho deve ser muito exaltado e o legal é que o time é fechado com ele. GO CELTICS

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.