Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Futuro do Celtics desperta dúvidas até em Danny Ainge: “Somos bons o suficiente?”

Maior campeão da história da NBA, com 17 troféus, o Boston Celtics está em reta final de preparação para a temporada 2019/2020, onde vai tentar se recuperar de um ano desastroso. Cotado como um dos favoritos ao título na última edição da liga, o time verde e branco de Massachusetts passou longe de ser um time vencedor, dentro e fora de quadra, e amargou uma eliminação nas semifinais da Conferência Leste, diante do Milwaukee Bucks. Para brigar pelas primeiras posições da competição e afastar as dúvidas sobre sua competitividade, levantadas desde as saídas de Kyrie Irving e Al Horford, o Celtics aposta as suas fichas no armador Kemba Walker, contratado junto ao Charlotte Hornets, e nos jovens alas Jayson Tatum e Jaylen Brown.

Indo para a 17ª temporada como general manager do Boston Celtics, Danny Ainge concedeu entrevista ao repórter Tim Bontemps, da ESPN, e falou das expectativas para a franquia de Massachusetts em 2019/2020. Ainge admitiu que não tem muita certeza sobre o quão longe o Celtics pode chegar nesta edição da liga, mas reforçou seu desejo de ver uma equipe sólida, sem fugir da principal característica da franquia, que é a qualidade defensiva.

“Existem diferentes tipos de perguntas. No ano passado, foram baseadas mais em “como as coisas vão melhorar?”. Não havia uma questão sobre quanto talento tínhamos. Este ano, a pergunta é: “somos bons o suficiente?”. Arremessar o suficiente é a chave, mas podemos parar os arremessos adversários? Podemos pegar uma quantidade suficiente de rebotes? Esses são os nossos desafios. Temos sido bons defensivamente nos últimos anos, por isso me preocupo com a possibilidade de nossa defesa dar um passo atrás. Precisamos de todos na defesa”, explicou o dirigente.

Danny Ainge também comentou sobre o futuro do ala Gordon Hayward, que vai para a sua terceira temporada em Boston com uma pressão gigantesca nos ombros, depois de sofrer uma grave lesão em seu primeiro ano e não corresponder às expectativas na última competição disputada pelo Celtics. O general manager deixou clara a sua confiança em Hayward e disse que ele será fundamental para uma boa campanha do Alviverde.

“Houve muita discussão sobre Gordon e seu retorno. Estou preocupado que isso esteja ficando um pouco fora de controle. Eu acho que ele voltou a ser Gordon, e estamos muito animados com isso. Ele é um bom jogador de basquete, que pode pensar, passar, arremessar, criar, defender, se recuperar. Ele é um jogador completo. Precisamos dele e de outros caras dando o melhor de si. Acho que temos a chance de ser realmente bons”, afirmou Ainge.

Ainda sobre a temporada 2018/2019, Danny Ainge comentou sobre os problemas vividos pelo Boston Celtics com Kyrie Irving, que passou longe de ser a referência da equipe, dentro e fora de quadra, e saiu pela porta dos fundos rumo ao Brooklyn Nets. Ainge lamentou o episódio, mas ressaltou que já viu de tudo em décadas como atleta e dirigente na NBA.

“Acho que não aprendi nada de novo (risos). Havia muitas coisas que esperávamos que não acontecessem e que estávamos preocupados que pudessem acontecer. Mas eu estou no jogo há 40 anos, então acho que já vi praticamente tudo”, explicou o manager celta.

Por fim, Danny Ainge respondeu a uma pergunta sobre a pressão por ver as outras equipes de Boston conquistando títulos e chegando em finais nos últimos 10 anos. O GM do Celtics negou que exista um peso nos ombros do Alviverde e fez elogios aos “irmãos” de outros esportes. “Acho que esse sentimento de grandes expectativas sempre é bom para nós. É isso que amamos em Boston. Amamos o sucesso das outras equipes e o sucesso do Boston Celtics, com grandes feitos e atletas que fizeram história”, destacou.

A estreia do Boston Celtics na temporada 2019/2020 da NBA está marcada para a noite desta quarta-feira (23), às 20h30, contra o Philadelphia 76ers, no Wells Fargo Center, com transmissão da ESPN para todo o Brasil. Na pré-temporada, o time verde e branco de Massachusetts conquistou quatro vitórias em quatro partidas.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

24 comentários

  1. O quão bom, mas nunca suficiente neh Ainge… Sempre falta algo, ou seja, se mexa nesse sentido!

  2. Marcelo Paolielo

    Infelizmente ficaremos no bom…e sempre faltando algo a mais que o senhor Ainge não foi buscar

  3. Fernando Silva

    Desde as saídas de PP e KG creio que DA tenha feito um trabalho de ok para bom.

    Draft é, de forma inafastável, composto por boas análises e sorte.

    Quem diria de deixaríamos o Grego passar e selecionar KO e ambos se tornarem os atletas que conhecemos?

    DA trouxe AH, KI, GH, e os JJ. Não deu certo.

    1 título em 17 temporadas deste GM, por outro lado, pensando em Boston, é muito pouco.

    Culpa dele? Em parte. Mas não posso deixar de constatar: O CARA É PÉ FRIO DEMAIS!

    Sim, vejo muito azar no DA. Em regra, o que pode dar errado, dá.

    Mexer no time campeão, a lesão de Saquile, lesões de KG. Então ele foi corajoso e optou pela reconstrução. Quando montou um p. time GH quebra a perna. KI estava dando certo na equipe, então se machucou. Quando ambos voltam, o clima azedou.

    Agora, se AH soubesse da vinda de Kemba, declarou que ficaria.

  4. Marchall

    Fernando, cara respeito sua opinião e dos demais que defendem ele mas eu não concordo.

    Daniel Ainge vive do Draft de 2008, onde por méritos mereceu conquistar um título em 17 temporadas. Do resto só errou praticamente!

    Ofereceu contrato máximo no Gordon Hayward que tinha feito uma temporada boa pelo Jazz. Será que valia contrato máximo nele?

    Gastou a credibilidade dos Celtics ao praticamente despejar o Thomas em uma troca pelo Irving. Óbvio, Irving é fora de série, mas tínhamos um armador que era a alma do Celtics e tomou uma facada pelas costas.

    E nossas trades? São sempre as mesmas. Vivemos apoiados em um treinador que nunca ganhou nada e vive de small ball. Temos um time de anões que pode até pontuar, mas defensivamente é vergonhoso.

    D.A não tem moral no mercado, não tem convencimento, não tem brio, não tem ousadia (digo ousadia correta).

    Hoje, praticamente nenhum jogador quer jogar nos Celtics. Não tem um atrativo, é um time frio.

    • Fernando Silva

      Não sou tão crítico.

      Sobre IT, verdade.

      Sobre se Kanter graças aos anos de 2008/2009, verdade em parte.

    • Gustavo

      excelente análise. essa extensão do jaylen brown vai fuder o CAP de Boston e ficaremos engessados com esse time medíocre durante 4 anos. ele está jogando por terra toda reconstrução que ele começou 5 anos atrás.

    • Pô Marchall, você está sendo um baita engenheiro de obra pronta! hahahaha
      Falar que o Ainge vive do draft de 2008? hahahah
      Vou te enumerar alguns feitos do Ainge desde então:

      – Montou um time ainda mais forte que o de 2008, como o de 2010 que contava com Jermaine, Shaq e Bradley.

      – Contratou um FA de renome pela PRIMEIRA VEZ na história da franquia, quando convenceu Horford a vir. Até então, nem “Red Auerbach” tinha conseguido um grande nome em FA. Apenas em trades.

      – Trocou uma exceção comercial (dinheiro) por Marcus Thornton, e depois transformou Marcus Thornton em ISAIAH THOMAS, que deu um bust em todo o processo de rebuilding do time, levando o time a 3 playoffs seguidos e terminando uma season em top 4 da corrida por MVP.

      – Trocou um Thomas que ele sabia que estava com lesão gravíssima e totalmente encerrado pro alto nível da nba, por um all star

      – Contratou Hayward que era All Star e tinha proposta de salário máximo de 8 times da nba, inclusive com um valor bem maior pra se manter no Jazz.

      – Buscou um PG All Star, poucos dias depois de perder o seu atual.

      – Trocou a oportunidade de pegar o até então Bust, Fultz, por Tatum (provavelmente o jogador mais talentoso do Draft) e uma escolha de primeira rodada de draft

      – Garimpou Brad Stevens lá nos cafundós de Butler, para ver ele chegar na NBA e ser considerado um treinador top 5 logo de cara.

      – E por aí vai…..

      O que você tem que entender é que imprevistos acontecem.
      Sofremos MUITOOOOOO com lesões nos últimos anos, e com problemas de relacionamento na temporada anterior.

      Isso são coisas que fogem da alçada de um GM

      Além disso, o GSW deu a sorte de ver o aumento do CAP ser aprovado bem na hora em que teriam problemas de renovações, e com isso, não só conseguiram manter seu forte time, como também conseguiram transforma-lo em um dos maiores rosters de todos os tempos, com a adição do Durant.

      Alias.. vale lembrar que se não tivesse ocorrido esse aumento brusco no CAP, era quase certeza que o Durant teria vindo para o Celtics.
      Mas aí, é mais uma coisa que ficou fora das mãos do Ainge.

      Ainge é um baita GM. Tranquilamente um dos melhores e mais respeitados da NBA, tanto que Morey (GM do Rockets) já declarou que o Celtics tem muitas dificuldades em fechar algumas trades, porque os GMs da liga tem medo de serem o próximo Nets ou Wolves, e serem “estuprados” pelo Ainge em trades.

  5. Marcos

    Citrus de limão foi dispensado. Ao menos os rookies estão sendo levados a sério nessa intertemporada. Ficaram Fall e Green.

    Estou com a sensação que vai ser tratorada no 76ers.

    Abs verdes

  6. Jardel Severiano

    O que vcs acham do SABONIS?
    parece que ele quer sair do Indiana.

  7. R2

    Acredito que esse time não vá muito mais longe que o anterior… até tem vantagens (jogo mais coletivo, bom ambiente, etc), mas perdemos peças importantes como holford e morris (esse talvez o novato Willians consiga suprir parcialmente a ausência).
    Sinceramente acredito que o crescimento de Tatum, a troca ou de GH ou de Brown e o fortalecimento das posições 4 e 5, sejam fundamentais para o crescimento desse time.

  8. Edivaldo

    ” pressão por ver as outras equipes de Boston conquistando títulos”

    Pergunta imbecil.

  9. L.Gabriel

    130M 4Y no Siakam… é um bom jogador, mas tudo isso? Onde os salários da liga vão parar?
    Tava esperando no max uns 100M 4Y no Siakam, isso é ruim para nossa renovação com Brown
    Hoje é deadline, por J.Brown 90~100k 5Y é o máximo. E ainda acho muito caro… Creio que o foco deva ser um contrato de 5Y, acho melhor para envolver em trocas, se considerar que não se quebre. Mas ele não tá com muita moral para pedir muito…

  10. Fernando Henrique

    Jaylen Brown fechou a extensão
    115M por quatro anos

    Saiu mais cara do que eu esperava, achei que seria algo em torno de 100/4, agora é torcer pra ele provar que mereceu. Como já mencionaram o Siakam inflacionou o mercado, o jeito era pagar porque a próxima FA vem fraca pra alas e o Brown seria bem cobiçado

    Espero que esse valor não seja completamente garantido, e que dependa do desempenho do atleta, algo como participar do all star ou ser eleito pra um dos times ideais da liga

  11. Marchall

    Que absurdo, 115m no Jaylen Brown.

    Agora é torcer para fazer uma temporada regular e conseguir alguma trade no final da temporada. Esse cara é uma eterna promessa, sempre será um jogador mediano!

    Gordon Hayward 132m
    Jaylen Brown 115m

    O que fizeram com meu Celtics?

  12. Marchall

    Ai galera criei um grupo dos Celtics Brasil no Whats. Quem não participa deixa o contato ai que eu adiciono!

  13. Sandro

    L Gabriel…o Celtics contratou o Siakan por esse valor? E o JB…renovou ? Não entendi se vc falou que isso já aconteceu ou eh uma possibilidade. Eh que não ouvi nada a respeito

  14. tom

    pessimo contrato pra jaylen brown.gosto dele, mas é um salario de estrela, e agora temos 3 jogadores com salarios altissimos – e só kemba vale o que se paga.
    trader danny é bom aparecer pra 2019-2020 ou estaremos fadados a mediocridade mais uns bons anos

  15. Leonardo Gabriel

    Toronto. Siakam, campeão, 2o melhor player da final, 17ppg e mais 50% de aproveitamento, 130M, inclusive chamou responsa em jogos sem kleonard…
    Jaylen Brown, finalista de conferência, vergonhoso na última temporada, 13ppg, 42% de aproveitamento, 115M. Olha eh triste… Fosse 5y ainda estaria caro, 25 27 30 33, aproximadamente.
    Lógico que esse aqui ainda vai receber o máximo, mas soh para efeito de comparação, nessa temporada 19-20 Jaylen Brown terá o mesmo salário de Giannis Antetokounmpo.
    Estamos tão próximo de um título quanto o Knicks

    • Errado.
      Nessa temporada o salário do Jaylen Brown será de 6,5 milhões, enquanto o Giannis ganha 26 milhões
      A renovação do Brown só passa a valer a partir da próxima temporada e seu salário deverá startar em 20 mi, contra 27,7 do Gianis, que deverá pegar uma renovação de mais de 40mi ao fim daquela temporada.

  16. Silvio Freitas

    Renovação já . Fora esse Ainge . Só traz porcaria . Esse time é bem pior que o do ano passado Mudou para bem pior .
    Enquanto esse cara tiver aí não ganharemos nada de nada .
    Silvio Freitas

  17. Fernando Silva

    A renovação do Brown foi uma aposta clara.

    Brown deve ser cobrado a altura do seu contrato.

  18. Marchall

    Siakam foi campeão da NBA, sendo um dos destaques dos jogos finais. Tem um motivo para receber um aumento salarial generoso. Ok.

    Simmons apesar de não ter ganho nada, é um Tatum pro Phila. É uma realidade.

    Brown é o que mesmo?

    DA é muito fraco. Quem viu o Celtics campeão viu, quem não viu não vai ver mais com ele no comando.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *