Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Novos tempos em Boston: Kemba Walker e Enes Kanter são apresentados oficialmente pelo Celtics

Principais contratações do Boston Celtics para a temporada 2019/2020 da NBA, o armador Kemba Walker e o pivô Enes Kanter foram apresentados oficialmente na tarde desta quarta-feira (17), em coletiva de imprensa no Auerbach Center, centro de treinamento do maior campeão da história da liga. Atleta do Charlotte Hornets nos últimos oito anos, Walker chega a Boston para substituir Kyrie Irving, que acertou transferência para o Brooklyn Nets, enquanto Kanter, ex-Portland Trail Blazers, assume a vaga deixada por Al Horford, recentemente confirmado como reforço do Philadelphia 76ers.

Contratado para ser o líder do Boston Celtics dentro e fora de quadra, missão em que Kyrie Irving passou longe de ter êxito, Kemba Walker admitiu que foi difícil deixar o Charlotte Hornets, franquia onde é o maior pontuador da história e se tornou um ídolo incontestável, mas disse que aceitou o desafio em Boston por causa da tradição vencedora da franquia e pelo excelente desempenho da equipe verde e branca nas últimas edições da NBA.

“O que me atraiu foi a competitividade dessa organização. Eles estão competindo em alto nível e disputando os playoffs há anos. Com todos esses banners pendurados no centro de treinamento e na arena, você nota que é uma organização vencedora, e eu quero ganhar, é o que sou. Ao longo da minha carreira no basquete, como profissional, eu não ganhei consistentemente, e só quero ter um gostinho disso. Achei que esse seria o melhor lugar para fazer isso”, disse Walker, que utilizará a camisa 8 no Celtics.

Como já era esperado, Kemba Walker foi questionado sobre a sua capacidade de liderança e o que pode ser feito para manter um ambiente de harmonia no elenco do Boston Celtics na próxima temporada. O armador disse estar consciente de seu papel como líder e estrela do Alviverde, mas deixou claro que quer compartilhar esse brilho com seus colegas de equipe, para que todos se sintam valorizados e aproveitem as habilidades um do outro. Para Walker, a postura altruísta do elenco é meio caminho andado em busca de um campeonato.

“Acho que minhas habilidades complementam esses caras. Adoro estar em quadra e receber a atenção dos adversários, isso definitivamente vai abrir oportunidades para outros caras. Na maior parte do tempo, eu acho que faço meus colegas de equipe melhorarem de várias formas, sendo um bom companheiro, querendo o melhor para eles e os impulsionando o máximo possível. Será divertido”, disse o armador.

Enquanto Kemba Walker falou o que se espera de um líder, Enes Kanter arrancou risadas em sua apresentação no Boston Celtics. Ao receber a camisa 11, o pivô turco não perdeu a oportunidade de provocar Kyrie Irving, antigo proprietário do número. “O 11 era o meu antigo número de camisa, e eu queria ser a razão para ninguém mais usá-la”, afirmou Kanter, aos risos, lembrando a frase dita por Irving em uma propaganda ao lado do pai, Drederick, logo depois de sua chegada a Boston.

Depois do momento de diversão, Enes Kanter adotou um tom mais sério e revelou que Kemba Walker foi o principal responsável por sua chegada ao Boston Celtics. Feliz por chegar ao time verde e branco de Massachusetts, Kanter afirmou que, assim como Walker, está disposto a conquistar um título o quanto antes, e viu em Boston o lugar perfeito para realizar esse sonho.

“Eu atendi o telefone, uma voz profunda falou comigo e eu pensei: ‘quem é esse?’. Aí ele disse ‘é o Kemba, cara, nós queremos que esteja aqui e estamos animados com você’. Isso me deixou muito empolgado, me senti especial. Quando um All-Star como Kemba me chama e fala isso, se torna especial. Entendo que dinheiro e outras coisas podem ser importantes, mas para mim, nesse momento da carreira, a coisa mais importante é vencer”, destacou o camisa 11.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

22 comentários

  1. Jonas Broetto

    Tentando ser pé no chão, mas o espírito desses dois tá me iludindo kkkk

  2. Samukarj

    Muito legal o discurso, mas esse elenco tá muito fraco e não vamos ganhar nada. O garrafão que era fraco ficou ainda pior, quando olhamos para os adversários é complicado sonhar com títulos…

    Mas acredito num time competitivo e jogando melhor, porém isso não é suficiente pra ganhar um campeonato.

    Boston eterno time do futuro…

    • Marcelo Paolielo

      Samuka, compartilho com sua opinião! Perdemos experiência, qualidade e quantidade para rotação da segunda linha, time jovem demais e pouca experiência, vamos sofrer este ano, campanha de play-off primeira rodada e nada mais, desde 2008 o Boston virou time do ano que vem

  3. Fernando Silva

    Perdemos experiência: GH, Kemba e Kanter são rodados. Smart não é mais um rookie. Nem Brown ou Tatum, até mesmo Semi.

    Qualidade: KI foi um retrocesso em Boston. AH, sim, perdemos qualidade.

    Quantidade para rotação da segunda linha: perdemos sim.

    Por outro lado, Carsen e Grant parecem promissores, se bem usados podem ajudar.

    Kanter pode suprir a ausência de AH na 5.

    Mas, sim, perdemos na posição 4.

    A falta de investidas na posição me indica que Stevens vai usar Tatum, GH, Semi e Grant conforme o momento.

    Pode dar certo.

    Não me surpreenderá se tivermos uma campanha melhor que na season anterior.

    Quem chega apresenta melhor postura e vontade de quem saiu.

    Isso, no meu entender, conta.

    Esperemos os resultados.

    No mais, a piada do Kanter valeu pela alfinetada no KI. Sensacional.

    • Marcelo Paolielo

      Fernando ok, só que GH e Jbrown precisa voltar a jogar basquete, ano passado foram decepcionantes, elenco muito jovem e como vc mesmo disse tem expectativa boa,mais pode não virar também, uma coisa é universidade outra Nba,temos muitos exemplos como exemplo A. Bennett escolha número 1 e até Fulks e não viraram, depender de garotos de 19 e 20 anos e com poucos atletas experiêntes numa rotação? Acho um grande erro ,a temporada é muito desgastante e nosso plantel hoje caiu bastante a qualidade e experiência infelizmente

      • Netto Santos

        Hayward não jogou bem ano passado devido estar voltando de uma lesão muito complicada, claramente o psicológico afetou seu jogo. Já Brown regrediu, mas acho que em função do KI, que monopolizava a bola. Estou confiante nesse elenco, claro que precisamos de algumas peças ainda, principalmente no garrafão, mas estamos no caminho certo.

  4. Henrique Nobre

    Eu só acho que deveriam tentar uma troca de Hayward por Kevin Love. Acredito que com um quinteto iniciado com: Walker, Smart (Brown), Tatum, Love e Kanter, daria mais trabalho.

  5. Celso Cachali Jr

    Eu gosto do TIme… Não vou reclamar, os jovens continuam ai…. Tirando que poderiamos ter pego o Brandon Clarke com a pick 20 que trocamos… acho que temos um time bem mais Harmonioso.
    Acho que não terão egos inflados no elenco. MORRIS, ROZIER e IRVING tinham egos e problemas serios de compartamentos.

    Morris a bola chegava nele, morria a jogada.
    Rozier queria ser o que nao era.
    Irving conduzindo a bola por 20 segundos passava sempre no estouro… só firulinha.

    Unico cara que será sentido mesmo é Horford, mas o que ele queria ganhar, nao tinha condições de aceitar um absurdo daquele.
    Nao era ele que iria diminuir o salario para ajudar na montagem do elenco?

    Vejo este temporada nos fazendo mais barulho que a anterior.
    Empolgadissimo.

    • Geison Ruiz

      Concordo contigo, só não em relação ao Morris, chegou quietinho e mostrou a que veio, não é um super astro, mas foi o jogador mais regular do Boston nos ultimos 2 anos . Mas já foi, fazer o que .

  6. Erondi Nunes

    Jaylen teve uma regular season ruim, nos offs ele foi um dos melhores, e contra o Bucks sem dúvida ele foi o melhor.

    Como assim o time está pior? Ano passado foi o pior time em anos, não vejo o Boston pior.

    O maior problema era o vestiário e esse problema não existe mais.

    Esse ano ganhamos mais de 50 jogos, podem me cobrar depois.

    Kembão, Jaylen, Tatum, Ojeleye e RW.

    Não colocaria o Kanter de titular, o q ele traz é rebotes e pontos, RW traz rebotes e defende melhor, Kemba, Tatum e Brown pontuam.

    Hayward, Kanter e Edwards carregam a 2 unidade, dependendo do adversário Brad muda o time.

    Acreditem, pois agora temos um time unido e com um líder definido (Brad Stevens).

  7. Marchall

    Ganhamos em coletividade e perdemos em qualidade.

    Ter experiência é completamente diferente ter qualidade rapaziada. Tem que ter gana, espírito de vencedor mesmo. Só precisa ter qualidade também.

    E nisso, nosso time peca. É pior. Nosso sistema defensivo é deficitário é nosso garrafão continua igual.

    Conclusão: Continuamos com dois problemas:

    Garrafão e Sistema Defensivo
    E ganhamos uma qualidade: Coletividade

    Diante disso, vejo no máximo uma briga pelos playoffs e só. Temporada para desenvolver nossos jovens: Edwards, Grant e Williams!

  8. Edivaldo

    Não é uma equipe que aparente ser campeã. Kanter é fraco e foi chutado dos Knicks.

    Mas alguém achava que os Raptors seriam campeões?.

    • Netto Santos

      Raptors tinha um fator muito importante, que nós hoje não temos, Kawhi, só ele já elevou muito o nível do time que sempre pipocava nos playoffs, dps ainda chegou o Gasol que foi muito importante.

  9. Samucarj

    Edvaldo,

    Não ninguém esperava Raptors campeão, mas GSW estava todo remendado. Além do Raptors ter KL e um elenco forte com bons jogadores em todas as posições e algo que não temos garrafão forte.

    Pergunto quem vai marcar o Grego o Kanter, Brown, GH, Smart? Não temos chances nos playoffs com esse elenco, devemos ser realistas.

  10. Marcelo Gouveia

    Boa noite a todos.

    Em termos de vestiário, não parece sensato fazer prognósticos agora. O mesmo vale pro Stevens.

    Essa temporada começa com expectativas e pontos de interrogação em termos de desempenhos individuais. Por tabela, em termos de encaixe de elenco.

    A baixa média de idade, a pouca rodagem de vários jogadores, a ausência de uma liderança consolidada… coisas assim colocam pontos de interrogação em termos de vestiário.

    É direito de cada um escolher ter expectativas. Por enquanto, é só o que temos. Expectativas. Pra 2019/2020, pra 2020/2021, pra 2021/2022…

  11. Lucas

    Uma pergunta que eu tenho pra vocês meus amigos celtas. Vocês acham que o Smart ainda pode evoluir mais na NBA? Visto que nessa ultima temporada ele melhorou consideravelmente o aproveitamento dos arremessos e o fato de ele só ter 25 anos. O único defeito no jogo do Smart é o arremesso na minha opinião.

    • Jailtonsv

      Smart subiu o seu aproveitamento. Para mim, a única coisa que falta para ele é selecionar os arremessos com mais precisão.

      Para mim, ele deveria arremessar como o Horford, ficou sozinho, tem tempo para se posicionar, chuta. No mais, ele pode ainda surpreender na armação. Porém, depende se Stevens vai colocá-lo como principal armador de vez em quando.

  12. Edmar Florentino Pogian

    Não acredito que ele tenha alguma coisa a mais para dar pra equipe não, em minha opinião acho que ele deveria ter um pouco mais de calma na hora de fazer os arremessos, ele e um pouco afobado quando tem a posse de bola em suas mãos. Essa e minha opinião

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *