Prévia – Boston Celtics (18-13) x Charlotte Hornets (16-15)

BOSTON, MA - OCTOBER 2: Kemba Walker #15 of the Charlotte Hornets handles the ball against the Boston Celtics on October 2, 2017 at the TD Garden in Boston, Massachusetts. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this photograph, User is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. Mandatory Copyright Notice: Copyright 2017 NBAE (Photo by Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images)

A excelente reação do Boston Celtics na temporada 2018/2019 da NBA, após vencer oito jogos seguidos, sofreu um duro golpe com as três derrotas nos últimos três jogos. As fracas atuações durante estas partidas motivaram o elenco a se reunir para encontrar soluções. Esse é o cenário para a partida deste domingo (23), contra o embalado Charlotte Hornets, que venceu cinco de seus últimos sete confrontos. O embate de hoje será disputado no TD Garden, em Boston (MA) e terá início às 21h (horário de Brasília), com transmissão do NBA League Pass.

As ausências de Al Horford e Aron Baynes tem sido importantes para o maior campeão da história da NBA. Sem eles, a rotação na posição de pivô fica limitada a três jogadores somente: o alemão Daniel Theis, que apesar de jogar com muita energia, é considerado um jogador de baixa estatura para a posição, não conseguindo impor o mesmo efeito que a dupla lesionada no garrafão; o calouro Robert Williams, que apesar dos inúmeros tocos e enterradas, ainda possui claras deficiências na defesa, especialmente em seu posicionamento e rebotes; o francês Guerschon Yabusele, que está retornando de lesão. Este é o principal motivo pelo qual, nos três últimos jogos, o alviverde de Boston foi amplamente vencido nos rebotes por seus adversários.

O técnico Brad Stevens, que teve de ser criativo em suas escalações nos jogos passados, poderá ter boas notícias antes da partida. O status de Al Horford, ausente nos últimos sete confrontos, melhorou para “provável”, o que significa que sua participação no jogo de hoje dependerá do fato de o dominicano estar ou não sentindo dores no joelho poupado. Marcus Morris, o jogador celta mais consistente na temporada até então, também poderá retornar à equipe, sendo o seu status listado como “dia-a-dia”. Morris tem sido importante na campanha do time de Massachusetts, com médias de 17.5 pontos e 5.1 rebotes neste mês de Dezembro.

A pior notícia da semana ficou por conta do pivô Aron Baynes. O australiano, que sofreu uma fratura no quarto metacarpo da mão esquerda, foi submetido à cirurgia na última quinta-feira (20), sendo o seu retorno previsto num período entre quatro a seis semanas.

Time de Michael Jordan, o Charlotte Hornets é o atual líder da Divisão Sudeste e sexto colocado na Conferência Leste, estando a dois jogos de distância justamente do Boston Celtics. O principal responsável pela campanha da equipe é o armador Kemba Walker, que vem tendo o ano de sua carreira até então, com média de 25 pontos, 6.3 assistências, 4.4 rebotes, 1.4 roubos de bola e somente 2.5 turnovers. As equipes já se enfrentaram nesta temporada, tendo Walker marcado 43 pontos na ocasião.

Sendo o 9º melhor ataque da NBA e apenas a 18ª melhor defesa, o time de Charlotte vem se segurando na zona dos playoffs,  à frente de times como Detroit Pistons e Washington Wizards. Para a alegria do técnico James Borrego, sua equipe não possui desfalques, estando todos os atletas à sua disposição para o jogo desta noite.

Local: TD Garden (Boston, MA)
Horário (de Brasília): 21h
Transmissão: NBA League Pass
BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Marcus Smart, Jayson Tatum, Marcus Morris e Daniel Theis (Al Horford). Treinador: Brad Stevens
CHARLOTE HORNETS: Kemba Walker, Jeremy Lamb, Nicolas Batum, Marvin Williams e Cody Zeller. Treinador: James Borrego

Publicidade

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino
Eduardo, 31 anos, nascido em Niterói/RJ, mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre!

8 Comentários

  1. Publicidade

  2. Rodrigo de Moreas Oliveira disse:

    Perdendo ou ganhando vou estar usando a camisa e torcendo, então vamos la celtics

    7

    0
  3. Michael Douglas disse:

    Hoje vamos ver os resultados da reunião, torcendo muito para o celtics

    3

    0
  4. Erondi Nunes disse:

    O pior q pode acontecer é o elenco rachado e infelizmente me parece ser esse o problema, vamos ver se essa reunião vai dar resultados não só nesse jogo mais nos próximos. Q bom q já vem o 76 em seguida, precisamos ganhar grandes jogos para retomar confiança

    0

    0
  5. Fernando Silva disse:

    Com Morris e AH temos outro Celtics.

    5

    0
  6. Paulo Muneroli Jr disse:

    É nítido como times que não tem um garrafão forte não incomodam nossa defesa! Vamos ver contra o Embid agora.

    3

    0
  7. Tiago Antonio disse:

    Time parece que reagiu tanto com a volta de A. Horford e M. Morris, e tambem depois da reunião feita entre os jogadores.
    Mas veremos si surtiu efeito mesmo diante do Sixers hoje mesmo.
    Vamos la Celtão, confio muito nesse time.
    Go Celtics!!!!!!!!

    2

    0
  8. Eric disse:

    O horford está baleado, era melhor deixá-lo de fora

    3

    0
  9. Fernando Silva disse:

    AH jogou poucos minutos mas já fez diferença.

    Nosso time gosta de grandes jogos para depois perder para os Suns.

    É assim desde que o Stevens assumiu.

    Acredito em um ótimo jogo contra os 76`s.

    2

    0

Deixe um comentário