Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Tony Allen declara ainda acompanhar o Celtics e torce pelo sucesso da equipe

Na noite de hoje, o Boston Celtics entrará em quadra para enfrentar o Memphis Grizzlies – partida que marcará a oitava atuação celta, em seis cidades diferentes, em apenas 14 dias.

Como o treinador Brad Stevens declarou há alguns dias, “o calendário da NBA é um desafio. Você precisa amar desafios para estar aqui. Para nossa sorte, os nossos jogadores amam tal situação”.

Voltando à partida de hoje, o maior campeão da NBA encontrará um rosto familiar no adversário, rosto esse que pertence a um jogador que também ama desafios – e todos os torcedores celtas sabem bem disso -: Tony Allen.

Allen viveu suas seis primeiras temporadas, na NBA, sob o manto da equipe de Boston e, até hoje, o jogador não esquece a franquia:

“É uma ótima equipe”, disse o jogador oriundo do 2004 NBA Draft. “Eu conheci minha esposa em Boston. Eu tenho muitas histórias com os Bostonians (aqueles que nasceram/vivem em Boston), são ótimas pessoas”.

O ala-armador aproveitou para informar que, mesmo longe, continua acompanhando a franquia, e teceu elogios ao seu processo de reconstrução:

“Eu gosto do caminho que estão tomando”, disse. “Eles possuem algumas boas peças, especialmente com a aquisição de Al Horford. Você pode dizer, certamente, que eles estão no rumo correto”.

Por fim, Allen, um atleta reconhecido por sua garra dentro das quadras, fez questão de mencionar e elogiar os jogadores raçudos que há em Boston:

“Eu tenho que me render a AB (Avery Bradley)”, disse o jogador, com um sorriso em seu rosto. “Ele roubou minha vaga no primeiro time de defesa, da última temporada, mas não há ressentimentos. Ele é um ótimo garoto, um excelente jogador nos dois lados da quadra e é determinado. Depois, você percebe que eles têm um All-Star em Isaiah Thomas. Então, sim, eu gosto desse elenco”.

“Há uns meses, eu vi uma entrevista na qual Jae Crowder disse que estava determinado a tornar-se um defensor de elite em sua posição. Logo, o Celtics possui dois jogadores, em seu perímetro, dispostos a defender em nível de excelência. Isso os torna perigosos e eu torço para que a equipe tenha sucesso em um futuro próximo”.

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

6 comentários

  1. Pintou aí o veterano que vai assinar pelo salário minimo na FA, hein! hahaha

    Vai ser FA irrestrito e o Grizz não tem cap pra renovar com ele.
    Com esse amor declarado aí, poderia assinar pelo minimo conosco, visando disputar o título e SE campeão, encerrar a carreira com mais títulos em Boston do que KG, Pierce e Ray! hahahahaha

    Já fico imaginando a cara dos adversários ao verem que a dupla de guards reserva é Smart e Tony! kkk
    Da até dó! rs 😀

  2. Sander

    Smart, Bradley, Tony e Crowder seria o aço.
    Tony como mentor, seria ótimo para o Jaylen.

  3. O Tony e mais um cara grande reboteiro ai sim brigariamos pelo título

  4. Fernando C Silva

    É muito bem vindo!

    Já reservaram o armário dele no vestiário?

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.