Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Tudo sobre o elenco do Boston Celtics para a próxima temporada

Às vésperas da temporada regular, o torcedor celta já se pergunta como será a temporada de seu time. Pensando nisso, disponibilizamos uma análise dos principais jogadores do elenco do Boston Celtics, abordando desde os pilares da equipe até os menos badalados que podem ganhar mais espaço ao longo da temporada 2019/20.

Pilares

Kemba Walker (8 – Armador)

Maior contratação na ultima Free Agency, Kemba Walker vem para ser o líder de uma equipe relativamente jovem, papel que já desempenhava em seu clube anterior, o Charlotte Hornets. Um dos pontos positivos da contratação está na sua personalidade, uma vez que, considerando o método controverso de Kyrie Irving de lidar como Franchise Player, a probabilidade de haver maior união do elenco e melhor clima no vestiário na temporada que está por vir é, no mínimo, considerável. Inclusive, foi comentado na edição 332 do PodCast CelticsBeat sobre o elenco atual, mesmo em pouco tempo, já estar mais próximo de Walker que nas ultimas temporadas com Kyrie. Se faltar habilidade individual para Kemba alcançar Kyrie, sua liderança dentro e fora de quadra pode compensar essa lacuna, fazendo o time como um todo jogar melhor. Como Franchise Player, deve ser um de nossos principais pontuadores (senão o principal) e, sem dúvida alguma, nosso armador titular.

Jayson Tatum (0 – Ala/Ala-Pivô)

Jayson Tatum fez uma excelente temporada como rookie, sendo um dos melhores jogadores nos playoffs quando esteve ausente de Gordon Hayward e Kyrie Irving, os destaques do Celtics até então. Já na temporada passada, Tatum, assim como a maioria do elenco, viveu de altos e baixos, deixando algumas dúvidas na cabeça dos torcedores. Agora, se quisermos almejar passos mais largos que o esperado na nova temporada, essa esperança passa principalmente pelas mãos do ala, que tem de evoluir consideravelmente para que o futuro próximo da franquia seja brilhante. Estará tranquilamente nos 5 iniciais da equipe.

Jaylen Brown (7 – Ala-Armador/Ala)

Assim como Tatum, Jaylen Brown foi muito bem há duas temporadas atrás, mas na temporada passada foi um jogador extremamente instável. Altos e baixos, sendo mais baixos que altos, se reencontrou com seu bom jogo na pós-temporada e, apesar do péssimo fim de temporada da equipe, Brown terminou em alta. Ainda não sabemos com exatidão os cinco jogadores que irão iniciar as partidas pelo Celtics, já que possivelmente teremos variações ao longo da temporada. Mas seja como titular ou vindo do banco, Jaylen terá um papel fundamental na equipe. Iniciando na equipe principal, Brown, traz opções de pontuação dentro e fora do garrafão, além de sua explosivo que traz a torcida para o jogo. Vindo do banco, pode ser o principal pontuador da segunda unidade, descansando os titulares com maior tranquilidade.

Gordon Hayward (20 – Ala)

A vida de Gordon Hayward não tem sido fácil desde que chegou a Boston. Uma grave lesão o tirou de sua primeira temporada da equipe celta, e desde que retornou, não voltou a ser o mesmo jogador que foi no Utah Jazz. O jogador até teve alguns bons lampejos na temporada passada, mas ainda longe da regularidade que esperamos. A seu favor, Hayward teve uma temporada saudável e tempo para se recuperar física e psicologicamente. Creio que seja a temporada derradeira para a carreira de Gordon em Boston. É hora de mostrar a que veio, pois com a perda de alguns talentos, o ala tem nova oportunidade de voltar e ser um dos principais jogadores da equipe. Se voltar à sua velha forma, Hayward traz dinamismo, podendo ser o cara que acerta as bolas de três, ou que invade o garrafão adversário. Se não voltar, dificilmente o vejo tendo outra oportunidade de redenção como jogador do Celtics. No contexto atual, pode ser titular somando seu poderio ofensivo aos demais titulares ou, caso Brown seja o titular, pode passar a ser o principal pontuador da segunda unidade.

Marcus Smart (36 – Armador/Ala-Armador)

Conhecido por sua raça e entrega dentro de quadra, Smart é um pilar em nossa defesa, também melhorando seu jogo ofensivo e sendo cada vez mais útil do outro lado da quadra. Vindo da segunda unidade ou iniciando como titular, Smart traz segurança ao time e, com certeza, é uma opção viável para iniciar algumas partidas, dependendo da exigência defensiva no momento da temporada. Caso venha do banco, possivelmente será um líder para os jovens da segunda unidade.

Enes Kanter (11 – Pivô)

Pivô mais experiente do elenco e grande responsável pelas jogadas ofensivas dentro do garrafão, Enes Kanter deve auxiliar bastante em nossos rebotes ofensivos, constante problema do Celtics nos últimos anos. No entanto, devemos ter uma deficiência defensiva no garrafão quando Kanter iniciar as partidas como titular. Muito provavelmente, Brad Stevens irá armar rotações em nosso garrafão para suprir as necessidades conforme o adversário. Mais um que deve se firmar como titular da equipe.

Jogadores que podem surpreender

Robert Williams III (44 – Pivô)

O jovem pivô deve ter mais oportunidades nesta temporada, uma vez que nosso garrafão está enfraquecido. Uma ótima oportunidade de Williams mostrar sua potencial e aumentar seu tempo de quadra, algo que vários torcedores já pediam na temporada anterior. Robert com certeza será importante na rotação do garrafão, já que ele é o oposto de Kanter. Enquanto o turco peca defensivamente, Williams é um bom defensor dentro do garrafão, mas ainda é fraco do outro lado da quadra. O segundo-anista tem muito a crescer nesta temporada, podendo ser bem útil para Brad Stevens.

Carsen Edwards (4 – Armador)

Carsen mostrou grande potencial durante a Summer League. Mostrou um bom arsenal ofensivo, apesar de escolher mal seus arremessos em algumas situações, algo normal para um iniciante na liga. Edwards deve ter boas oportunidades na rotação, vindo do banco como uma boa opção, contribuindo com uma boa média de pontos. Se mantiver o desempenho que obteve na Summer League, tende a ser uma grata surpresa.

Grant Williams (12 – Ala-Pivô)

Grant Williams mostrou recursos interessantes na Summer League, principalmente na parte defensiva. algo preciosíssimo para quem tende a apresentar certa fragilidade defensiva. Em um jogo que seja necessário reforçar a defesa do garrafão, Williams poderia atuar na posição de ala-pivô ao lado de Robert Williams, deixando o aro mais protegido, porém comprometendo o ataque no setor. Assim, creio que Grant poderá ser bastante aproveitado na rotação já em sua primeira temporada.

Romeo Langford (45 – Ala-Armador)

Infelizmente, ainda não podemos ver nenhuma amostra das habilidades de Romeo Langford na Summer League, devido a uma lesão que o impediu de atuar. Assim como a maior parte dos nossos novatos, Langford deve ter seus minutos de quadra, porém só seu desempenho irá traçar o papel de Romeo após essa lesão.

Vincent Poirier (77 – Pivô)

Difícil dizer algo de concreto do jogo de Poirier, pois conseguimos ver apenas suas atuações pela seleção francesa. Fato é que nosso garrafão vai precisar de toda ajuda possível, e Poirier pode ser muito útil.

Author avatar
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

4 comentários

  1. Sander

    Estou otimista com elenco, acho que somos um forte concorrente pelo título.

  2. silvio freitas

    Com esse time , não vai nem para playoff . Pior que o do ano passado . Que já era fraco . Com esse elenco , técnico e Ainge seremos varridos sem dó . Quem viver , verá Reformulaçao já Comecando por tecnico e diretoria .Silvio Freitas

    • Guilherme Varella

      Pega leve cara. Na conferência Leste temos o elenco melhor q a maioria dos outros times, entre os favoritos, só estamos piores no quesito garrafão. O Raptors, ano passado, com o elenco que tinha chegou na final e surpreendeu, pq não podemos fazer algo parecido? Pra mim a situação ta bem aberta na conferência.

    • Digor33

      Caraca, melhor nem assistir a temporada então amigo…. pensamento amargo e sem lógica….

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.