Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (23-47) x Toronto Raptors (39-31)

Sem atuar desde a última sexta-feira (21), quando acabou sendo derrotado pelo Brooklyn Nets fora de casa, o Boston Celtics retorna às quadras nesta quarta-feira (26), mais exatamente ao seu TD Garden, onde receberá o Toronto Raptors. É o 71º compromisso do maior campeão da história da NBA na temporada 2013/2014.

Próximo da confirmação oficial de sua eliminação da competição após seis anos seguidos garantindo vaga nos playoffs, o Celtics deve encarar essa reta final de temporada sem muita responsabilidade e objetivos. Como não há mais chances de avançar no torneio, a expectativa agora é de continuar a observação do elenco nestes jogos restantes e obter algumas vitórias que não comprometam tanto o processo de ‘tank’.

Para enfrentar o Raptors, Brad Stevens seguirá sem contar com Gerald Wallace e Vitor Faverani, que estão lesionados e só devem voltar na próxima temporada. Apesar dos desfalques, o treinador poderá manter a escalação dos últimos jogos, incluindo o recém-recuperado Avery Bradley.

Grande surpresa da conferência Leste, onde possui um aproveitamento de 55,7% e ocupa a quarta colocação, o Toronto Raptors quer manter a boa fase para confirmar o seu retorno aos playoffs após uma ausência de sete temporadas e também garantir o mando de quadra no primeiro round da pós-temporada. Para isso, precisa bater o Celtics em Boston, resultado que o distancia um pouco do Brooklyn Nets (5º) e o aproxima do Chicago Bulls, dono da terceira posição.

Adepto do velho ditado ‘time que está ganhando não se mexe’, o técnico Dwane Casey deve manter o quinteto titular, com destaque para o armador Kyle Lowry e para o ala-armador DeMar DeRozan, que lideram a franquia canadense em pontos na temporada. O único desfalque deve ser o ala-pivô Patrick Patterson, com problemas no nervo do cotovelo.

Ficha Técnica

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário: 20h30 (horário de Brasília)

Boston Celtics: Rajon Rondo, Avery Bradley, Jeff Green, Brandon Bass e Kris Humphries. T: Brad Stevens

Toronto Raptors: Kyle Lowry, DeMar DeRozan, Terrence Ross, Amir Johnson e Jonas Valanciunas. T: Dwane Casey

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

12 comentários

  1. Danilo Jeolás

    Se jogarmos para vencer, equilibraremos. Mas entendo que chegou-se num momento em que a ordem é entregar deliberadamente, infelizmente.

    Estive no Barclays Center na sexta passada e a defesa dos Celtics está claramente aliviando, notadamente no garrafão.

    • drakes

      Duas perguntas, a defesa do perimetro pela tv, ela sempre me parece chegar atrasada com buracos ao vivo isso fica claro?

      O povo no estádio lá como via “tank”?

      • Danilo Jeolás

        Tinha um cara bem aficcionado atrás de mim, e tentei puxar conversa. Nuns 3 lances pelo menos, ele me avisou que iriam aliviar para o Plumlee. (Olynyk, Humphries e Bass). Näo deu outra.

        Nossa defesa é fraca, mas ao vivo me deu nitidamente a impressäo que o esforço é apenas parcial.

    • Marcos

      Pois é, e o pessoal ainda reclamava da época que o Sully metia a mão… Nosso garrafão é o pior que já vi acompanhando os C’s… Parece que entramos em quadra com 4 jogadores ao invés de 5…

      []’s verdes

  2. nao podemos ter uma vitoria besta…. temos que aproveitar que Lakers e Magic venceram ontem.

  3. Fernando C S

    Considerando que o Pacers tem contrato com Hibbert, Bynum, vejo o Mahini sobrando por lá. Como eles brigam pelo título, de repente se interessam pelo AB ou algum outro jogador… O Mahini não é nenhuma Brastemp. Mas é um C em evolução.

  4. Danilo Jeolás

    Derrota por nove pontos. Näo ganharemos quase nenhum jogo até o final. É torcer pela loteria mesma e torcer para näo pegar um bust.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.