Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics queria selecionar Bruno Caboclo no Draft, revela SI

Como a temporada 2014-2015 da NBA ainda não teve início (e ainda faltam dois longos meses para começar, por sinal), torcedores, imprensa e analistas em geral continuam falando muito sobre o mercado de agentes livres e o NBA Draft, que foi realizado no dia 26 de junho, no Barclays Center, casa do Brooklyn Nets. Uma informação recente sobre o recrutamento deste ano, aliás, acabou chamando a atenção dos torcedores do Boston Celtics: selecionado na 20ª posição pelo Toronto Raptors e considerado a grande surpresa da noite, o ala brasileiro Bruno Caboclo chegou a ser cotado como escolha da franquia mais vitoriosa da história da NBA. A informação foi divulgada por Chris Mannix, da Sports Illustrated.

Para explicar esse contexto, vamos voltar um pouco no tempo. Após o fim da temporada do Raptors, o técnico Dwane Casey foi chamado por Masai Ujiri, gerente da franquia, para conversar sobre o brasileiro de 18 anos, que estava defendendo o Pinheiros e impressionou por suas habilidades, mesmo tendo pouco tempo de atuação na equipe paulista. Com três escolhas de Draft (20ª, 37ª e 59ª), os canadenses decidiram: Caboclo seria recrutado.

Por ser completamente desconhecido do público e imprensa americana (o que ficou bem evidente no Draft, aliás), Bruno Caboclo sequer era cotado para ser selecionado por alguma equipe, e o Raptors apostava nisso para selecioná-lo em uma posição baixa. Na 20ª escolha, a sua principal no Draft, a franquia canadense já planejava recrutar o armador Tyler Ennis, de Syracuse, em meio aos boatos de que Kyle Lowry poderia arrumar as malas e acertar com o Miami Heat, deixando apenas o venezuelano Greivis Vasquez na função.

Na teoria, o plano do Raptors seria perfeito: teria um armador talentoso para uma eventual saída de Lowry e faria o ‘roubo’ do Draft com Caboclo, mas a prática acabou não sendo executada. Dono da 18ª escolha, o Phoenix Suns selecionou Ennis e modificou completamente os planos de Masai Ujiri. Além disso, o GM do Raptors acreditava que algumas equipes pudessem surpreender e selecionar Bruno, provavelmente no segundo round. Com esse temor, Ujiri optou pela surpreendente escolha do brasileiro, logo no primeiro round.

Até aí, a história do Raptors está explicada. Mas e o Celtics, o que tem a ver com isso? Em seu artigo na SI, Mannix revelou que a franquia de Massachusetts estava ‘fascinada’ por Bruno Caboclo, assim como o Dallas Mavericks, dono da 34ª escolha, fatos que confirmam a preocupação de Ujiri. Tendo duas ótimas escolhas no primeiro round (6ª e 17ª), o Alviverde não tinha como selecionar alguém no segundo round, mas poderia fazer uma negociação como a que levou Colton Iverson a Boston, comprando alguma escolha entre a 50ª e a 60ª. Com a escolha do Raptors, o plano celta foi por água abaixo.

No site MassLife, o jornalista Jay King lembrou que o interesse ‘secreto’ do Boston Celtics por Bruno Caboclo foi bem similar ao do último NBA Draft: em 2013, o GM celta Danny Ainge cogitou seriamente a escolha do ala grego Giannis Antetokounmpo, que atuava na segunda divisão de seu país e era um mistério para todas as franquias (assim como Caboclo). Apesar do interesse, o recrutamento do ‘Greek Freak’ não se concretizou, já que Ainge optou por subir algumas posições no Draft e selecionar o ala-pivô Kelly Olynyk, de Gonzaga. King chegou a insinuar que Ainge tenha se arrependido por não ter investido em Giannis e queria ‘consertar’ isso com a escolha de Caboclo, que acabou indo para o Canadá. De qualquer modo, o negócio não deu certo e o Celtics ficará ‘apenas’ com Marcus Smart e James Young, selecionados no primeiro round do Draft. E você, torcedor celta? Queria ver Bruno Caboclo com a camisa verde e branca?

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

12 comentários

  1. Danilo Jeolás

    Relato com muito jeito de ser invenção. Parece mais notícia plantada para justificar a escolha dos Raptors com uma pick Top 20, algo que foi bastante criticado, pela ausência do Caboclo em mocks. E uma das críticas foi exatamente não tê-lo esperado na #34.e usado a pick20 para Hood, Napier ou Anderson por exemplo.

    • Daniel Emiliano

      Não acho que seja implantado.
      As notícias antes do draft eram de que o Celtics iria buscar trocas para adicionar mais uma escolha no final do primeiro round ou começo do segundo, tanto é que eu fiquei acompanhando o draft até o fim na espera disso que era quase uma certeza, de tanto que se falou.

      No fim , nada ocorreu, então é possível que essa terceira escolha que o Celtics queria, era pra pegar o Caboclo, mas como ele foi draftado cedo, o Celtics desistiu de pegar uma nova pick.

  2. Danilo Jeolás

    esperado na #37, não #34.

  3. Jonas

    Ou seja, não aprenderam nada com Fab Melo…

  4. Great-Celtics

    Caboclo demonstrou muita coisa boa na Summer League, se me lembro teve medias de 10 ou 11 pontos

  5. Rondo

    Esse muleke vaii calar a boca de muita gente, só pela cara você ver que é um bom menino, tem uma envergadura ótima, The Brazilian Durant, torcendo pro raptors tb.

  6. drakes

    Eu achei que o Bruno Caboclo foi muito bem na summer league, provavelmente o Massai encontrou uma pepita ali, só que precisa lapidar. Por esses jogos se os sites fizerem uma projeção contando a summer league, o Caboclo agora seria 1 round.

    Claro que se estourar o Ainge irá se arrepender como meia liga, assim como foi com toda liga que podia pegar o Rondo, o Gianis etc.

    Eu acredito que o Celtics tenha mandato muito bem pegando o Smart e um certo risco coerente no Young.

    Quem foi muito mal foram o Clippers que pegou um cara que é idêntico aos veteranos que já tem e o Thunder.

    • Danilo Jeolás

      Para mim, quem fez o melhor draft foram os Nuggets. Abriram mão do McDermott, mas conseguiram Nurkic e Harris, dois steals potenciais.

      Outra franquia que pode ter feito um grande draft foi o Jazz, com Exum e conseguindo Rodney Hood na #23.

      Eu achei a escolha de Smart a melhor possível. Era o melhor atleta disponível na #6 e para mim, melhor que o Gordon por exemplo que saiu antes. Mas na escolha do Young, tínhamos Hood, Harris e Anderson disponíveis, que para mim seriam escolhas melhores.

      Acho que Ainge ia no bósnio. Acabou que deu azar, Nurkic saiu uma pick antes.

      • Jonas

        Concordo, acho que demos muita sorte de o Magic pegar o Gordon. Se eles estivessem escolhido o Smart, o que seria mais lógico, teríamos ficado, pelo menos segundo os mocks, entre Gordon e Randle. E acho o Smart superior aos dois.

        Agora, me dói na alma sempre que penso naquela bola de 3 que o Green acertou no fim do jogo contra o Heat, em Miami. Se ele tivesse errado, hoje teríamos o Exum, e aí sim vejo vantagem em relação ao Smart. Realmente dói na alma…

  7. Douglas Luiz Mallmann

    Gostei das escolhas do Boston, e as achei coerentes. O Celtics poderia sim ter feito a escolha de Hood, Harris e Anderson, mas a escolha de Young foi boa ao meu ver.
    Quanto a idéia de o Boston pegar o Caboclo, que é uma das melhores apostas deste último draft, é o setor onde falta jogadores no Celtics, e sendo que o time esta em reconstrução, ele talvez teria bastante oportunidades, mas não o vejo como um celta, falta algo nele. Eu acredito que ele foi no melhor time possível para ele, um time em reconstrução, com jovens jogadores, terá uma boa base na sua formação. Mas se foi errada a escolha do Raptors somente o tempo dirá!

  8. Iago Pacífico

    Pessoal fala que não confia muito no Young. O cara é bem novo e em muitos jogos já colocava Kentucky nas costas. Eu acompanhei o ano dele inteiro, era o cara que eu queria no Celtics desde o começo do Draft. Ele tem um arremesso muito bom e ainda tem o corpo atlético… Só tem a evoluir, e no Celtics ele terá tempo pra isso. Confio totalmente nas nossas duas escolhas. Smart dispensa comentários, só quero ver ele e o Bradley perturbando todos da liga shausha.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.