Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Los Angeles Clippers (37-25) x Boston Celtics (40-23)

Vice-líder da Conferência Leste na temporada 2016/2017 da NBA, o Boston Celtics disputa, na madrugada de segunda para terça-feira (7), às 0h30 (horário de Brasília), mais um back-to-back e o seu terceiro compromisso consecutivo como visitante contra equipes da Conferência Oeste. O oponente celta será o Los Angeles Clippers, que está na quinta posição do Oeste e está muito perto da classificação para os playoffs. A partida entre Clippers e Celtics, que será disputada no Staples Center e terá transmissão do SporTV 2 para todo o Brasil, é a segunda entre as duas franquias nesta edição da liga: no dia 5 de fevereiro, em Boston, no último jogo do ídolo Paul Pierce no TD Garden, o Alviverde venceu por 105 a 97.

Um mês depois da derrota para o Celtics em Boston, o Los Angeles Clippers tenta manter uma regularidade na temporada. Mesmo com o retorno do armador Chris Paul, recuperado de uma lesão na mão esquerda, a franquia da Califórnia não consegue engrenar uma sequência de bons resultados: nos últimos 11 jogos, o Clippers conquistou seis vitórias. Faltando poucas partidas para o encerramento da temporada regular, a equipe de Los Angeles precisa de uma vitória sobre o Celtics para se manter na cola do Utah Jazz, com quem disputa a quarta colocação e o mando de quadra no primeiro round dos playoffs.

Diante do Boston Celtics, o técnico Doc Rivers terá os principais atletas do Los Angeles Clippers à disposição. Única baixa da equipe, com uma lesão no joelho, o jovem pivô Diamond Stone não está sendo muito utilizado por Rivers na rotação. Enquanto Chris Paul tem a missão de liderar o quinteto titular, o ala-armador Jamal Crawford é a principal arma na rotação do Clippers.

O Boston Celtics, por sua vez, tenta se recuperar de um terrível tropeço contra o Phoenix Suns, dono da terceira pior campanha da temporada. Mesmo embalado por sólidas vitórias sobre Cleveland Cavaliers e Los Angeles Lakers, o Alviverde sofreu cinco pontos nos segundos finais e deixou a vitória na mão de Phoenix. Para continuar na briga pela primeira posição da Conferência Leste, que ainda está nas mãos do Cavaliers, e não deixar o desânimo tomar conta, o Celtics terá que conquistar uma vitória diante do Clippers.

Na partida contra o Los Angeles Clippers, o técnico Brad Stevens terá o retorno do ala-armador Avery Bradley no quinteto titular do Boston Celtics: com um ligeiro incômodo na coxa, o camisa 0 foi poupado do duelo diante do Phoenix Suns. Por outro lado, Stevens não contará com o pivô Al Horford, em recuperação de uma lesão no cotovelo direito, e com o ala Jonas Jerebko, que está gripado. Sem Jerebko e Horford, o jovem ala-pivô Jordan Mickey deve ganhar uma vaga no quinteto titular.

FICHA TÉCNICA

Local: Staples Center (Los Angeles, CA)

Horário (de Brasília): 0h30

Transmissão: SporTV 2 e NBA League Pass

LOS ANGELES CLIPPERS: Chris Paul, J. J. Redick, Luc Mbah a Moute, Blake Griffin e DeAndre Jordan. T: Doc Rivers

BOSTON CELTICS: Isaiah Thomas, Avery Bradley, Jae Crowder, Jordan Mickey e Amir Johnson. T: Brad Stevens

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

21 comentários

  1. SERGIO

    CELTICS 118 X 113 CLIPPERS

  2. Diego Gondim

    Celtics 110 x 108 Clippers… Cleveland vacilando, precisamos aproveitar.

  3. Jefferson Pires

    Celtics 106 x 97 Clippers

  4. Lucas Oliveira

    Bogut fraturou a tíbia esquerda no jogo de estréia pelo Cavs.

  5. Marcelo Paolielo

    Não dá pra aguentar Young primeiro em quadra e segundo o cara tá amassando o aro, e pior de 3…para né,Ko também insiste em bola de três e não acerta uma….troca logo BS

  6. Maurício Green

    Q pelada, muitos erros…. Quantas bandejas sozinhos já erramos? Crowder, AB … Se estamos arremessando muito mal, o D Andre Jordan está tenebroso….

  7. Lucas Oliveira

    Não dá técnica no Griffin nessa bolada no Olynyk é uma piada… Não foi nem falta! Tipo de jogada que a arbitragem deveria ter revisto e deixou passar barato

  8. Marcelo Paolielo

    Jogo tecnicamente muito ruim, mais uma vez os CAVS PERDERAM e não tivemos competência para vencer, nosso time é bom mais não temos qualidade suficiente para brigar por liderança…falta reposição para rotação, temos que abrir os olhos os Wizards estão colando e tem 3 jogos a menos que nós, se quisermos passar para os playoffs e avançar uma rodada temos que nos manter entre os primeiros senão nosso caminho será árduo e curto.

    • Marcelo, o time do Clippers é visivelmente melhor que o nosso, cara.

      Além disso eles tem um treinador razoável e um esquema de jogo definido, então não foi questão de competência.

      O jogo do Suns, esse sim, tínhamos obrigação de vencer e perdemos.
      Estamos muito longe do Cavs com esse nosso garrafão boqueta , o mando de quadra não vai resolver nada contra o time dos caras.

      Nossa briga é contra Wizards (cresceram demais no campeonato) e Raptors.

      Vc teve paciência até agora, espere até a inter-temporada,
      Esse ano, a offseason ou vai ou racha,
      []s verdes

  9. Barros

    Crowder, Rozier e Young amassaram o aro com força. Daí não tem jeito.

  10. Barros

    Cavs perdeu dois jogos, nós também, era a chance de encostar na liderança de uma vez…

  11. David Pires

    Se é verdade que o time do clippers é em termos de plantel mais forte e vem habituado a jogar junto a mais anos , tambem é verdade que este ano vem estando com um desempenho exibicional abaixo do expectavel , inclusive com um recorde inferior ao nosso. Nao seria portanto surpresa ganhar em L.A., a verdade é que as nossas debilidades sao por mais evidentes , rotaçao fraca , um outro pontuador que nao seja apenas thomas, que assuma o jogo em momento decisivo , dai a importancia do reforço da posiçao 3 ( hayward, butler, george) e inevitavelmente a posiçao 5 , é urgente começar a ganhar rebote ofensivo , defensivo , pontuar dentro da area pintada, fazer blok etc.

    • Se jogassemos no Oeste não estaríamos em segundo nem com essa % de vitórias (os adversários mudam).
      Mas vc tem razão, o Clippers vem abaixo na temporada e o time deve ser desmanchado na offseason,

      []s verdes

  12. Alex Shima

    Ainda bem que não pegamos o Bogut hein? Já pensaram contratar o cara e ele quebrar a perna logo na estréia? Ufa!

  13. Maurício Green

    Mais um jogo que deixamos de ganhar, e esse tem q ir p conta do Brad. Acho q o Clipers não tinha força p se reger se não fosse o mole que demos. Q foi aquele lineup no fim do 3/4 Smart, Rozier, Young, Brown e Mickey nos matou.

    Acho que o primeiro do Leste era ilusão , mas o segundo seria muito importante. O jogo contra Wizard em 20/3 será decisivo.

  14. David Pires

    Galera fica atenta na equipa que podemos apanhar na primeira fase dos offs. Penso que chicago seria a “pior opçao”. Apesar de uma epoca bem conturbada e inclusive com conflito de balneário , os bulls tem vindo a demonstrar alguma consistencia no confronto com equipas top 10 . realça se princpalmente a parte das individualidades ( rondo, butler , lopez ,mirotic e wade) , apesar da troca de gibson. Penso que seria um adversario mais dificil e muito mais perigoso quando comparado com pacers e pistons. Para consolidar novo projecto seria muito importante passar com alguma autoridade a primeira fase dos offs. Já em relaçao a um possivel confronto com wizards ou toronto na segunda fase , olhando para a pouca profundidade e opçoes do nosso banco , tal como a clara insuficiencia na nossa posiçao 3 e 5 , será um enorme teste á nossa capacidade de luta, sofrimento , concentraçao e superioridade tactica. Apesar de tudo esta está a ser uma época positiva , segunda posiçao no este ,mais vitorias que o ano passado , claro desenvolvimento e afirmaçao de thomas, concorrendo legitimamente para MVP da temporada regular…. Confio que a epoca 17/18 será a nossa afirmaçao como contender da liga.

    • Fernando C Silva

      David, creio que possamos falar em 2 Celtics.

      O que entra em quadra de chinelinho (ex. Suns e tantas outras derrotas bobas).

      E temos um time esforçado e com foco.

      Qual vai jogar offs? Não sei, espero que o segundo.

      Se o time atuar de forma agressiva e aguerrida, Bulls, Indiana ou Detroit não nos vencem.

      Concordo que dentre os 3, o Bulls seria o adversário mais difícil

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.