Semifinais do Leste – Boston Celtics (1-1) x Milwaukee Bucks (1-1)

Depois de quebrar o mando de quadra com uma vitória incontestável no Jogo 1 e ligar o sinal de alerta com uma dura derrota na segunda partida, o Boston Celtics inicia, na noite desta sexta-feira (3), uma série de dois duelos consecutivos contra o Milwaukee Bucks no TD Garden, pelas semifinais da Conferência Leste. Contando com o apoio da fanática torcida verde e branca, o Celtics quer encaminhar a classificação para a final do Leste, diante de um Bucks que tem a melhor campanha da liga e sonha com sua primeira decisão de Conferência desde 2001. A partida entre Celtics e Bucks começa às 21h (horário de Brasília) e terá transmissão da ESPN para todo o Brasil.

Relembre os jogos anteriores da série entre Milwaukee Bucks e Boston Celtics:

Mais do que tirar o nervosismo e roubar a vantagem do mando de quadra na semifinal, os dois duelos em Milwaukee foram fundamentais para o Boston Celtics ter uma noção de seus pontos fortes e dos ajustes que precisam ser feitos na continuidade da série. De positivo, ficou a certeza que a marcação sobre Giannis Antetokounmpo, salvo um ou outro ajuste, está no caminho certo, e que o jogo coletivo, aliado a essa forte defesa, pode ser decisivo na classificação. Por outro lado, a falta de concentração no terceiro quarto do Jogo 2 e as atuações desastrosas de Kyrie Irving e Jayson Tatum precisam de correção nos duelos em casa. Mais do que nunca, o apoio do torcedor no TD Garden será crucial para que as oscilações desapareçam e a melhor face do Celtics seja vista nesse momento importante da competição.

Leia também:

Bucks x Celtics – Análises e Palpites

Decifra-me ou te devoro: o que o Boston Celtics deve fazer para frear Giannis Antetokounmpo

NBA divulga calendário da série entre Milwaukee Bucks e Boston Celtics

PodCeltics #82 (01/mai): Al Horford, o último Vingador!

Para o terceiro jogo da série contra o Milwaukee Bucks, o técnico Brad Stevens deve manter o Boston Celtics com o quinteto titular das partidas anteriores, com Jaylen Brown formando dupla de perímetro com Kyrie Irving e substituindo Marcus Smart, em fase final de recuperação de uma lesão no músculo oblíquo. No garrafão, o parceiro de Al Horford será o ala-pivô Marcus Morris, e Aron Baynes fica como opção na rotação celta.

Enquanto o Boston Celtics confia no fator casa para abrir vantagem, o Milwaukee Bucks ainda vive a euforia pela vitória no Jogo 2, depois de sofrer uma derrota assustadora na primeira partida da semifinal. Com Nikola Mirotic no quinteto titular, Khris Middleton acertando arremessos de longa distância e Giannis Antetokounmpo impondo dificuldades ao garrafão celta, o time de Wisconsin apresentou o basquete que lhe rendeu 60 vitórias na temporada regular, e a equipe está confiante na repetição desse desempenho em pleno TD Garden.

Em Boston, o técnico Mike Budenholzer deve escalar o Milwaukee Bucks com a mesma formação do Jogo 2, ou seja, Nikola Mirotic forma dupla de garrafão com Brook Lopez, Khris Middleton é deslocado para o perímetro, e Sterling Brown fica como opção no banco de reservas. Os desfalques do Bucks são os alas-armadores Malcolm Brogdon e Donte DiVincenzo, ambos com lesões no pé direito, e o pivô espanhol Pau Gasol, que ainda sofre com dores no tornozelo.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 21h

Transmissão: ESPN e NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Marcus Morris e Al Horford. Treinador: Brad Stevens

MILWAUKEE BUCKS: Eric Bledsoe, Khris Middleton, Giannis Antetokounmpo, Nikola Mirotic e Brook Lopez. Treinador: Mike Budenholzer

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 27 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

40 Comentários

  1. Publicidade

  2. Erondi Nunes disse:

    Mais uma vez eles virão só chutando de 3.

    Crucial o Boston vencer os 2 jogos.

    2

    1
  3. Contagem regressiva, este jogo será um divisor de águas, confio e muito nas vitórias para colocar a série em 3×1 eliminando a euforia do Bucks.
    Esperamos um grande jogo para todos, titulares e bancários, no TD Garden a atmosfera é surreal os Bucks irão tremer, são 17 banner´s erguidos no ginásio que pesa na cabeça dos adversários, pé no chão e avante, telão e Heineken hoje é sagrado para acompanhar o maior campeão da NBA…

    Let`s go, Celtics us rise!!!

    6

    1
  4. Marcelo Signori disse:

    Não gostando do Irving, ta forçando muito

    0

    0
  5. Murilo disse:

    O Hayward hoje é um “peso morto” em quadra….

    6

    0
  6. Fernando Silva disse:

    Estou preocupado.

    Os Bucks não largam o osso e não desanimam mesmo quando colocamos 12 pts de frente.

    Não sentiram.

    Para vencer, se o jogo continuar assim, precisaremos de MUITA RESILIÊNCIA.

    KI está sendo muito bem marcado.

    1

    0
  7. Fernando Silva disse:

    3° falta do Morris e do Brown…

    Martelamos e os caras continuam ali.

    Para mim está claro que podemos sim vencer e passar pelos Bucks.

    Mas também estou convencido que precisaremos jogar bem perto do nosso melhor para isso.

    Parece que voltamos à batalha de trincheiras da série passada.

    Gostaria de ver nossa defesa prevalecendo.

    4

    0
  8. Fernando Silva disse:

    Até que enfim deram uma falta do grego. Não é a primeira colisão desta.

    3

    0
  9. Marcos disse:

    3o quarto horroroso que nunca termina.
    Troco o Pat-qualquer coisa pelo filho do técnico. Joga muito mais vindo do banco.

    Vamos precisar de um milagre no 4o quarto…

    Abs verdes,

    2

    3
  10. Carlos Gadelha disse:

    Q arbitragem ladra!

    3

    0
  11. Fernando Silva disse:

    Ainda temos um.quarto pela frente.

    Sofremos muito no Q3 e torço para que o pior já trnha passado.

    Stevens, arrume a casa ou não a vaca vai para o brejo.

    Não gostei da defesa, simplesmente ficamos perdidos em diversos momentos.

    O ataque não trocou bolas.

    Permitimos transições e os Bucks ficaram a vontade.

    2

    0
  12. André disse:

    Roubado pra caralho isso, pqp.

    3

    0
  13. Lucas Soares disse:

    Não tem como ganhar esse jogo com a arbitragem desse jeito

    1

    0
  14. Fernando Silva disse:

    Não estou gostando nada.

    O início do Q4 igual ou pior que o Q3.

    Nosso ataque não funciona e tomamos transições.

    1

    0
  15. Lucas Soares disse:

    O critério pra marcar falta do grego é injusto demais. Em toda jogada de ataque dele, ele fica no limite da falta de ataque e os defensores no limite da falta de defesa mas sempre é marcado a de defesa.

    No mais, até agora um jogo bem ruim do celtics.

    4

    0
  16. Marcos disse:

    A semifinal do NBB de Botafogo e Flamengo está muito mais equilibrada viu…

    Abs verdes

    2

    11
  17. Murilo disse:

    Os playoffs do Rozier na temporada passada foram uma grande propaganda enganosa, o cara não tá jogando nada, não acerta nenhum arremesso, tá feia a coisa….

    6

    0
  18. Fernando Silva disse:

    Lucas concordo.

    O grego está sendo protegido e KI não.

    Os caras infiltram e correm contra nossa defesa, levam falta.

    Não vejo solução. Da forma que está, perderemos o.jogo.

    Eu fecharia o garrafão de vez e pagaria para ver. Deixemos chutarem de fora. Só cuidaria do KM.

    No mais, precisamos de mais velocidade no ataque e troca de bolas.

    8

    0
  19. Carlos Gadelha disse:

    Com uma arbitragem dessas não tem time q resista. Acaba com o psicológico de qq um. Nunca vi Boston ser tão roubado.

    4

    0
  20. Douglas disse:

    Gente na boa… Nós da semi é o Brooklyn e o Orlando das oitavas, ganhamos a primeira espírita fora de casa. De resto os jogos acabam antes de terminar, quero estar errado, mas infelizmente 4×1

    1

    6
  21. Marcos disse:

    Nos 3 últimos anos faltava talento e força física. Hoje falta é vontade e treinador mesmo…

    Essas runs em que marcamos 0 pontos são vergonhosas.

    Abs verdes,

    0

    5
    • Gustavo Rangel disse:

      E qual treinador disponível no mercado você pensa ser mais competente para o cargo que o Stevens? Nesses playoffs, sempre que há um começo de run adversária, eu vejo o Stevens pedindo tempo pra esfriar o impeto. Eu vejo isso sempre.

      As rotações estão ruins? O time peca e fundamentos básicos? As jogadas treinadas estão ineficientes?

      Muito fácil tecer um comentário vago e jogar tudo no colo do técnico e de um jogador em adaptação voltando de lesão gravíssima. Do outro lado estava o melhor time da liga com o melhor jogador do mundo atualmente. Lembre-se.

      []s Verdes.

      6

      1
      • Marcos disse:

        As rotações estão péssimas
        Baynes e Horford deveriam ser titulaes incontestes a essa altura.
        Ele nem sabe o lineup titular.
        Rozier e Irving juntos, também é bizarro.

        Daria para ter o Mark Jackson (o cara que fundou esse estilo do Warriors), além de tentar o Q. Snyder de Utah.
        Para trazer um técnico da NCAA, podia ter sido um campeão, estilo coach K…

        Daqui a pouco vai dar entrevista dizendo que Pierce não está entrando por aquelas portas…

        Sobre o Chandler Parsons, espero qie seja envolvido na troca com o Davis.

        Ainda estou bem chateado pelo jogo,
        Abs verdes,

        2

        5
        • Gustavo Rangel disse:

          Mark Jackson não apresentou nenhum resultado e não teve nenhuma campanha acima de 50% de aproveitamento na sua carreira curtíssima como técnico. Quin Snyder não está disponível no mercado. Logo, subentendo que não há nenhum técnico que possa substituir o Stevens à altura disponível.

          As rotações estão ruins agora, né? No jogo 1 não estavam. Quero ser mico de circo se você criticou o lineup titular logo após a vitória em Wisconsin. No jogo 1 Irving e Rozier jogaram juntos 7 minutos do jogo e o Celtics venceu esses 7 minutos distribuídos do jogo por 18-7. O Bucks fez ajustes, melhorou a execução, o impeto, as tomadas de decisões e as jogadas em transição. O Celtics não piorou em nenhum aspecto e não jogou mal na partida de ontem.

          Você está procurando um culpado dentro do plantel do Celtics, quando na verdade o principal culpado da nossa derrota foi o sistema eficiente, fluído e bem executado dos Bucks. O MVP joga lá. Não é feio admitir que o outro time é melhor.

          Quanto ao “Chandler Parsons”: deixa pra lá, não vale a pena perder tempo.

          []s Verdes!

          3

          0
          • Marcos disse:

            Fui um dos poucos que reclamei da alteração do lineup do jogo 1.
            Único time que não sabemos qual o lineup titular em umas quartas de final de NBA.
            E sem lesões graves.

            Irving e Rozier jogando juntos é atroz de ver até pela tv.
            Imagina treinar.
            O +/- inclui garbage time, momentos de runs e desajustes.

            Gostaria de ver outros exemplos de max contract de 30 milhas jogando 24+ minutos sem ser garbage time com mediazinhas de 9ppg, além dos Chandler Parsons da vida.

            O seu argumento mais válido é que talvez não tenhamos outra opção de coach no mercado. Nem via trocas, pois o Snyder não aceitaria vir. Ainda que fosse possivel tentar. Infelizmente.

            Abs verdes,

            0

            0
  22. Tom disse:

    A parte arbitragem , o time deles é melhor que o nosso hoje sim
    A estrela deles joga pro coletivo, e eles te. Ótimos chutadores de 3.
    Tomamos 20 de um vovo George Hill e 14 de um cara que nunca tinha ouvido falar antes dessa série
    Tivemos nossa chance ano passado. Esse ano é dele
    A não ser que agente mude a atitude.jogo 4 é o jogo do ano.

    0

    0
  23. Sandro disse:

    Infelizmente concordo com vc Douglas…GH pior custo benefício da liga…só pra constar

    6

    0
  24. Fernando Silva disse:

    Que tristeza.

    Porém não penso que esteja terminado.

    O plano de jogo dos Bucks está claro.

    Temos opções não exploradas para responde-lo.

    Sim, temo pela sequência da série.

    Evidente que, se não vencermos o próximo jogo, a discussão acaba.

    Tivemos alguns pouco momentos no Q4, que poderíamos ter engatado uma reação.

    Uma bola de 3 que Semi resolveu infiltrar e cometeu falta ofensiva, algumas transições que KI fez questão de bater de frente contra defesa.

    Morris foi bem, acho que podemos explorar mais o Theis na marcação do grego no garrafão.

    Semi ajudou contra o grego, Morris também, temos que acionar mais o Theis e fechar este garrafão. E sem dar a opção do lance livre gratuitamente.

    A maneira como jogamos a segunda parte do Q4 foi mais lúcida.

    GH precisa entregar mais. Rozier idem.

    6

    0
  25. Fernando Silva disse:

    Obs. KI precisa marcar o Hill, por favor.

    Bledsoe deve ter minutos reduzidos, é óbvio.

    2

    0
  26. A segunda parte do Q4 foi bom tanto na defesa quanto ataque, se tivesse jogado assim no Q3, teriamos saído vitoriosos, agora a meta é vencer as duas…

    3

    0
  27. Jailtonsv disse:

    #VoltaLebron

    Ninguém quer ganhar o Leste, bando de arregão.

    Decepção do tamanho do mundo, não pela derrota em si, mas por uma série de detalhes. Time não pode tomar uma run que se desespera, Kirye afobado, Horford não puxou uma jogada para si, pelo menos para dar um Air ball, o zumbi de vagante branco só vai na boa (30 milhões mal doados). Em teoria são nossos All stars, não dá só para o Irving chamar a responsabilidade (e indo mal). Ainda acredito em um 4×3 (sim, sou esperançoso e meio iludido).

    Independente do que ocorra, que essa temporada sirva ao menos para retirar o protecionismo sobre nossas “promessas”. “Ah, mais quando o LeBron sair…”, “Daqui a n anos, atleta x vai ter 20, y 24, z e w 22, será uma dinastia…” LeBron saiu e estamos tomando um sacode de um grego que nem arremesso tem.

    Obs: Middleton é um excelente jogador.

    Obs2: comentário ainda um pouco carregado de frustração pelo jogo, porém acho que frustração a parte, não sairia muito longe disso aí não.

    Obs3: #VemDavis

    6

    0
  28. Gustavo Rangel disse:

    Todos vocês estão se atendo a exaltar apenas os aspectos negativos e a baixa pontuação de alguns jogadores da nossa rotação, mas o basquete é muito mais profundo que isso.

    Bucks marcaram 28 pontos originados em turnovers. Chutaram 50% e defenderam muito bem em transição e no perímetro. Sejam coerentes, a equipe de Milwaukee joga o melhor basquete da atual temporada.

    Como todo esquema, o nosso contêm falhas de execução. Mas, do outro lado estava o melhor time da liga. É mais mérito deles do que demérito nosso. Celtics jogou bem e concentrado 90% do tempo. As rotações foram coerentes, a bola rodou e o nosso melhor jogador colocou a bola debaixo do braço e tentou resolver quando necessário.

    Nem tudo está perdido. Isso não é futebol. Não estamos presenciando nenhum desastre. É simplesmente o MVP e um sistema excelente com execução primorosa no perímetro e no poste médio. Segurem a onda, ainda há série e há como virarmos.

    []s Verdes!!!

    4

    0
    • Fernando Silva disse:

      Concordo em parte.

      O adversário é qualificado, sem dúvida. Tem méritos? É certo! Jogamos mal? Não acho. Tivemos um momento ruim e não conseguimos buscar o placar.

      Mas podemos sim mais. Sabemos disso.

      Acima foi dito sobre defesa, trocas na defesa e marcação, transição ofensiva adversária.

      Os Bucks tiveram a melhor campanha, com méritos. Mas não os vejo como a melhor equipe.

      1

      0
      • Gustavo Rangel disse:

        Uma coisa é olhar os planteis e analisar somente dessa perspectiva. Fazer prognóstico em cima de uma situação hipotética, no caso. O basquete é jogado na quadra, e usando a temporada toda como exemplo, nossa equipe não pode entregar mais do que vem entregando.

        Na próxima temporada, com ajustes, pre season, mudanças no elenco e na mentalidade, o desempenho pode ser mais sólido. Mas, agora, isso não é possível.

        A execução do Bucks nos aspectos sutis do jogo é, sim, a melhor da NBA na atualidade: poste médio, defesa em transição, trocas de marcação, tomadas de decisões, proteção do aro. O time é top 3 da liga em pontos por jogo, rebotes, assistências, bloqueios, net rating, defensive rating. Basquete mais eficiente da temporada com certo conforto.

        Estamos apegados a sempre relembrar os Playoffs de 2018 e achar que é uma obrigatoriedade a equipe jogar num nível mais alto porque estava sem dois dos principais jogadores. Como eu falei, o basquete é jogado dentro de quadra. Nomes servem apenas para fomentações.

        []s Verdes.

        2

        0
        • Marco Antônio de Paula disse:

          Concordo em parte. O time dos Bucks é melhor e isso não deve ser discutido. Preciamos jogar sempe no nosso limite, para tentar pelo menos equilibrar os jogos cpntra eles. Mas eu acredito que nosso time poderia estar jogando melhor do que isso sim. Temos uma grande deficiência em garrafão defensivo. Com certeza, isso vem desde temporadas passadas. Mas acho que nosso técnico poderia fechar mais esse garrafão com jogadores mais físicos dentro da área pintada. Nosa defesa fora do perímetro piorou muito desde a temporada passada. Smart dfaz muita falta nesse ajuste defensivo? Com certeza. Mas acho que jogadores como Tatum, Kyrie e Hayward poderia entregar mais esse aspecto defensivo. Kyrie fez uma partida muito boa defensiva no primeiro jogo da série. Acho também que podemos trabalhar mais o jogo coletivo na frente, evitando muitas bolas forçadas. Há mas o Kyrie gosta do estilo Isolation. Mas acho que o mais importante é a vitória dos Celtics e não os 40 pontos do Kyrie apenas. O Segredo para tentar vencer os Bucks é: Defesa Agressiva com muita consentraçção e jogo coletivo. Caso contrário, seremos surrados nos proximos jogos.

          2

          0
      • Marco Antônio de Paula disse:

        Bem a mehor equipe da liga na minha opinião continua sendo os Warriors;

        Mas vejo os Bucks como o melhor do Leste sim. Principalmente comparado com os Celtics. Eu trocaria fácil: Horford + Kyrie + Hayward + Morris por Grego + Middleton. Atualmente nesses layoffs eu não vejo o Tatum acima do Middleton. Não vejo o Rozier acima do Bledsoe. Além disso os caras estão melhor treinados e mais ajustados em quadra.

        Resumindo, o time dos Bucks é melhor que o time dos Celtics sim. Mas isso não significa que não podemos vencê-los. Em quadra o que vale é a vontade, intensidade defensiva e um bom esquema tático também. Jogar contra esses caras , deixando o grego atropelar nosso garrafão e deixando o Middleton arremessar 300 bolas livres, com certeza vai fazer a diferença dos times ficar maior ainda.
        Temos mais camisa? com certeza. Mas temos que ter atitude em quadra, para fazer valer a força de nossa camisa nesse confronto.

        2

        0
        • Gustavo Rangel disse:

          Acho que, se tratando de execução, performance e consistência, não há como colocar o Warriors hoje à frente do Bucks. Embora eu concorde que o Warriors seja favorito ao título nessa provável final por conta da habitualidade do plantel nesse tipo de ocasião.

          Mas, temos que contextualizar a temporada Celta e elucidar que ela foi inconsistente do começo ao fim. Não existe nenhuma chance do time repentinamente apresentar solidez e mudar os resultados da água do vinho. Se chegarmos aonde almejamos, será aos trancos e barrancos, com o peso da camisa mais pesada do mundo. De resto, factualmente, existem times com a execução melhor que a do Celtics.

          Quanto à estratégia do garrafão citada no comentário acima: É exatamente isso que está sendo feito. A defesa na parte pintada está agressiva, física e intensa. Infelizmente, ressalto novamente, eles tem o melhor jogador de basquete do mundo atualmente em vosso plantel. Isso nunca pode ser ignorado.

          Considerando ainda que esse time do Bucks tem como desfalque um membro do Clube dos 50-40-90, a diferença de performance poderia ser ainda mais discrepante.

          []s Verdes!

          0

          0
  29. bfr2000 disse:

    Quando ganhamos tudo está bem , quando perdemos temos que mudar tudo gm, treinador até trocar nossos jogadores, mas a guerra ainda não acabou e eu acredito e apoio pois è a minha função como adepto do maior campeão de basquetebol de sempre em todo o mundo, lets go Celtics

    1

    0

Deixe um comentário